Governo prevê R$ 280 mi para qualificação de Agentes de Saúde e de Combate às Endemias

 


Governo prevê R$ 280 mi para qualificação de Agentes de Saúde e de Combate às Endemias
Foto: Agência Senado

O governo federal está prevendo investimento de R$ 280 milhões para a capacitação de 380 mil Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias no Brasil. Denominado Saúde com Agente, o programa foi anunciado nesta quarta-feira (8) em evento no Palácio do Planalto, com presença do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

 

Segundo a pasta, a proposta visa ter “precocidade na descoberta de doenças que podem ser tratadas rapidamente, e evitar que elas se agravem”. 

 

A medida se insere no  fortalecimento da Atenção Primária à Saúde no país e o reconhecimento do trabalho dos Agentes de Saúde e de Combate às Endemias no SUS que, a partir dessa formação técnica, poderão ampliar a atuação e assistência à população brasileira. 

 

Por meio do programa, serão ofertados cursos direcionados aos Agentes Comunitários de Saúde e de Combate às Endemias (Vigilância em Saúde), onde esses profissionais serão capacitados em procedimentos que agora passam a fazer parte da rotina e funções da categoria, como aferição da pressão arterial, medição de glicemia capilar, aferição de temperatura, acompanhamento do cartão de vacina do cidadão.

 

Os agentes também poderão prestar orientação e apoio para a correta administração de medicamentos, detecção de sinais de violência doméstica contra vulneráveis, automutilação, manifestações de doenças mentais, entre outros. A coleta de dados obedecerá a sequência dos ciclos de vida, que contemplam o acompanhamento de indicadores desde a primeira infância, passando pela adolescência, fase adulta e idosos.

 

Com a iniciativa, a expectativa do governo federal é ampliar a assistência para reduzir indicadores negativos no país, como mortalidade infantil, infecções sexualmente transmissíveis, hipertensão, diabetes, entre outros, além de ampliar o acompanhamento de pré-natal mais qualificado. Isso é possível pois esses profissionais atuam diretamente com a população, na busca ativa para acompanhamento de pacientes do SUS.

Postar um comentário

0 Comentários