Prefeito, vice-prefeito e vereadores tomam posse em Serrinha para o mandato de 2021 a 2024

 

Em cerimônia realizada no Centro Juvenil Santo Alessandro na tarde desta sexta-feira (1º), o prefeito, vice-prefeito e vereadores de Serrinha tomaram posse para o cumprimento do mandato que vai de 2021 a 2024. Os políticos foram eleitos em 15 de novembro de 2020. No Poder Executivo, assumiram os cargos de prefeito e de vice-prefeito, respectivamente, os eleitos Adriano Lima (PP) e Moreno Ferreira (PMB).

No Poder Legislativo, assumiram os cargos de vereadores:

Thiaguinho de Zé de Nonô (PP)

Ícaro Tolentino (MDB) 

Alex da Saúde (PP)

Edylene Ferreira (PSD)

Deca da Bela Vista (PSD) 

Rege de Vila de Fátima (PP)

Santiago PM (PL)

Edvaldo de Zé de Kelé (SD)

Reis (MDB)

Rose de João Grilo (PT)

Lucas Maciel (PT)

Júnior Bigode (MDB)

Rege do Ferro Velho (PL)

Rogério da Cerâmica (PSD)

Ito Cardoso (PT)

Bode (PSB)

Jota Filho (SD)


Quem presidiu a cerimônia de posse foi o vereador Thiaguinho de Zé de Nonô, mais votado nas eleições municipais de 2020 para o cargo na cidade. Em razão dos protocolos sanitários decorrentes da pandemia da Covid-19, a cerimônia de posse não foi aberta ao público.

Adriano Lima e Moreno Ferreira formaram a coligação "Serrinha quer seguir em frente", que também teve o MDB, PSL, PATRIOTA e DC como legendas integrantes. Com 100% das urnas apuradas, Adriano Lima foi reeleito com 24.436 votos (53,21% dos votos válidos).

Adriano Silva Lima nasceu em Salvador e tem 45 anos. Ele fez carreira profissional como médico oftalmologista e foi vice-prefeito de Serrinha entre 2009 e 2012. Em 2016, ele se elegeu prefeito com 55,49 % dos votos. 

Em 2020, foi a terceira vez em que Adriano Lima disputou o cargo de prefeito de Serrinha. Na primeira, em 2012, ele ficou em segundo lugar, com 14.203 votos (34,92% dos votos válidos), atrás de Osni Cardoso, que venceu aquele pleito pelo PT, com 24.142 votos (59,36% dos votos válidos).


Cabe ao prefeito decidir onde aplicar os recursos repassados ao município pelo Estado ou pelo governo federal e como administrar o que é arrecadado de impostos, como Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e Imposto sobre Serviços (ISS). 

O prefeito também é responsável pelas políticas de áreas como educação, saúde, moradia, transporte público e saneamento básico. Para isso, conta com secretários que são nomeados. O prefeito também precisa trabalhar junto com os vereadores, que representam os cidadãos no Legislativo municipal.

Os vereadores são responsáveis por elaborar e propor leis. Os vereadores podem decidir, por exemplo, sobre a criação de políticas públicas. E têm a obrigação de fiscalizar o uso do dinheiro pelo Executivo e analisar a Lei Orçamentária Anual (LOA), que estabelece as despesas do ano seguinte do município.

Os governantes de Serrinha vão representar 81.286 habitantes. A cidade tem um Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 10.814,03 e um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de 0,634, segundo a última medição do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que é de 2010. 

O IDH vai de 0 a 1 – quanto maior, mais desenvolvida a cidade – e tem como base indicadores de saúde, educação e renda. A média no Brasil é de 0,765, segundo dados de 2019 divulgados em 15 de dezembro de 2020 pelo Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas (PNUD). 

Postar um comentário

0 Comentários