Bolsonaro confirma reforma ministerial com mudanças no comando de 6 pastas; veja


Bolsonaro confirma reforma ministerial com mudanças no comando de 6 pastas; veja
Foto: Marcos Corrêa/PR

A segunda-feira (29) foi movimentada no plano político. Logo pela manhã foi divulgado o pedido de demissão do, agora, ex-ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. Ao longo do dia, uma série de mudanças em ministérios foram especuladas e adiantadas por veículos de imprensa. Já durante a noite, O presidente jair Bolsonaro oficializou, por meio de nota emitida pela Secretaria de Comunicação Social, uma reforma ministerial. Seis pastas federais passam a ter novos comandos. São elas: 

 

  • Casa Civil da Presidência da República: General Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira;
  • Ministério da Justiça e Segurança Púbica: Delegado da Polícia Federal Anderson Gustavo Torres;
  • Ministério da Defesa: General Walter Souza Braga Netto;
  • Ministério das Relações Exteriores: Embaixador Carlos Alberto Franco França;
  • Secretaria de Governo da Presidência da República: Deputada Federal Flávia Arruda;
  • Advocacia-Geral da União: André Luiz de Almeida Mendonça.

 

Com as alterações, além de Ernesto Araújo, deixa de ser ministro do governo Bolsonaro o general Fernando Azevedo e Silva, que comandava a Defesa, e José Levi, antes chefe da AGU. Ramos, Braga Netto e Mendonça foram apenas remanejados. Entre os novatos na chefia de ministérios estão Torres, França e Flávia Arruda.