Com Rossi iluminado, Bahia faz 7 a 1 no Campinense e avança de fase na Copa do Brasil

 


Com Rossi iluminado, Bahia faz 7 a 1 no Campinense e avança de fase na Copa do Brasil
Foto: Leonardo Silva / Futura Press / Folhapress


Em noite iluminada de Rossi, que marcou três gols, o Bahia goleou o Campinense por 7 a 1, de virada, nesta terça-feira (9), no Amigão e avançou para a segunda fase na Copa do Brasil. Cadu abrir o placar para os donos da casa, enquanto Kemerson, contra, Juninho Capixaba, duas vezes, e Gilberto fecharam a conta para o time baiano.

 

O próximo adversário do Esquadrão de Aço no torneio nacional sairá do confronto entre Jaraguá-GO e Manaus. As duas equipes que se enfrentam no próximo dia (18).

 

Agora, o Bahia muda a chave para a Copa do Nordeste. No próximo sábado (13), às 16h, o Esquadrão de Aço faz o clássico baiano contra o Vitória, no Barradão, pela terceira rodada do torneio regional.

 

O JOGO

No primeiro ataque do jogo, Nino Paraíba foi derrubado próximo ao escanteio. Na cobrança, Rodriguinho levantou a bola na área e a defesa paraibana afastou o perigo. Aos três, o Bahia chegou fácil mais uma vez. Rossi recebeu lançamento, foi à linha de fundo e cruzou na pequena área. Gilberto cabeceou, mas o goleiro Rubens Júnior espalmou para fora evitando que o placar fosse inaugurado pelos visitantes. Quatro minutos depois, Matheus Bahia descolou boa enfiada de bola para Gilberto já na área. O camisa 9 tocou para trás, mas Rossi finalizou mal mandando por cima da meta do Campinense. O Tricolor chegou bem novamente aos nove minutos. Gabriel Novaes recebeu a bola na grande área, matou no peito, mas bateu por cima.

 

Até os 15 minutos, o Bahia era dono das principais ações no jogo. Enquanto o Campinense, ciente da diferença técnica, tentava explorar os contra-ataques em velocidade, mas sem conseguir levar perigo ao gol de Douglas.

 

Campinense abre o placar
Na cochilada da defesa do Bahia, o Campinense abriu o placar aos 17 minutos. Ruan Carlos finalizou de bico dentro área, a bola sobrou para Cadu que bateu sem chances para Douglas. Campinense 1x0 Bahia

 

O Bahia tentou responder no minuto seguinte com Gabriel Novaes. Ele recebeu na área, sozinho, e bateu para a grande defesa de Rubens Júnior. No escanteio, Rodriguinho cobrou no segundo pau e Juninho cabeceou, mas Kemerson salvou em cima da linha aos 19. A pressão do Tricolor continuou aos 22. Nino cruzou e Gabriel Novaes cabeceou, mas sem força para a defesa de Rubens Júnior.

 

Rossi empata de bicicleta
O Tricolor empatou o jogo aos 23 com um golaço de Rossi. Jogada pela esquerda com Matheus Bahia. Ele tocou para Daniel. O meia encontrou Rossi por trás da defesa. Na bola levantada na área, o atacante matou no peito, bateu de bicicleta encobrindo Rubens Júnior e balançando as redes e deixando tudo igual. Campinense 1x1 Bahia 

 

Rossi faz o segundo

O Tricolor chegou ao terceiro gol aos 44 minutos. Jogada em velocidade pela esquerda, Gabriel Novaes invadiu a área e tentou tocar para Rossi, mas Kemerson desviou e a defesa afastou. A bola sobrou com Gilberto que bateu para o gol e Kemerson desviou novamente, mas dessa vez contra o patrimônio. Campinense 1x3 Bahia

 

O Tricolor ainda perdeu um pênalti aos 31. Novo contra-ataque em velocidade, Gilberto recebeu na área, foi derrubado na hora de finalizar. O árbitro assinalou o pênalti. Mas o camisa 9 cobrou mal e o goleiro fez a defesa.

 

Aos 40, o árbitro marcou um recuo de bola que Douglas pegou com a mão. Pressionado, Daniel deu um carrinho e tocou a redonda em direção ao goleiro do Tricolor que pegou com mão. Mas na cobrança Állefe chutou na barreira.

 

Tricolor faz o terceiro
O Tricolor chegou ao terceiro gol aos 44 minutos. Jogada em velocidade pela esquerda, Gabriel Novaes invadiu a área e tentou tocar para Rossi, mas Kemerson desviou e defesa afastou. A bola sobrou para Gilberto, que bateu para o gol e Kemerson desviou novamente, mas dessa vez contra o patrimônio. Campinense 1x3 Bahia

 

Segundo tempo
Precisando da vitória, o Campinense voltou dos vestiários com duas modificações. Autor do gol contra, Kemerson deu lugar para Michel, enquanto Ruan Carlos saiu para a entrada de Matheus Régis.

 

Rossi pede música
O Tricolor começou a etapa final fazendo o quarto gol aos três minutos. Gabriel Novaes recebeu na esquerda e lançou Gilberto. O camisa 9 invadiu a área e serviu Rossi, que marcou o seu terceiro na partida e o quarto do Esquadrão de Aço. Campinense 1x4 Bahia

 

Por pouco Gabriel Novaes não deixou o dele aos 11. Ele recebeu de Rossi, cortou Michel e bateu para o gol, mas a bola explodiu em Júnior Gaúcho.

 

Tricolor faz o quinto
O quinto gol do Tricolor saiu aos 13 minutos com Juninho Capixaba. Rossi foi à linha de fundo e cruzou. Juninho Capixaba chutou e estufou as redes. Campinense 1x5 Bahia

 

O Campinense quase diminuiu aos 33. Rafinha recebeu o lançamento na entrada da grande área, girou, driblou Juninho e bateu para o gol, mas a bola passou perto da trave esquerda de Douglas e foi para fora.

 

Gilberto faz o sexto do Tricolor
O Tricolor chegou ao sexto gol com Gilberto aos 36 minutos. Contra-ataque do Bahia, Juninho Capixaba foi acionado pela esquerda e cruzou para a área. Dessa vez o camisa 9 não desperdiçou e estufou as redes do gol vazio. Campinense 1x6 Bahia

 

Juninho Capixaba faz o sétimo
O Bahia ainda marcou o sétimo gol com Juninho Capixaba aos 43. O lateral limpou na entrada da área e bateu de perna direita, acertando o ângulo de Rubens Júnior. Campinense 1x7 Bahia

 

FICHA TÉCNICA
Campinense 1x7 Bahia
Copa do Brasil – 1ª fase
Local: Amigão, em Campina Grande
Data: 09/03/2020 (terça-feira)
Horário: 21h30
Árbitro: Dyorgines José Padovani de Andrade (ES)
Assistentes:  Fabiano da Silva Ramires e Vanderson Antônio Zanotti (ambos do ES)

Cartões amarelos: Júnior Gaúcho (Campinense) / Matheus Bahia (Bahia)

Gols: Cadu (Campinense) / Rossi, três vezes, Kemerson (contra), Juninho Capixaba, duas vezes, Gilberto (Bahia)

 

Campinense: Rubens Júnior; Állefe, Kemerson (Michel), Júnior Gaúcho e Jackinha; Gabriel Pereira, Rafinha e Sérgio Vinicius (Eduardo) e Cadu (Bruno Freitas); Marcelinho (Daniel) e Ruan Carlos (Matheus Régis). Técnico: Ederson Araújo.

 

Bahia: Douglas; Nino Paraíba (João Pedro), Lucas Fonseca, Juninho e Matheus Bahia (Juninho Capixaba); Patrick, Daniel (Edson) e Rodriguinho (Alesson); Gabriel Novaes, Rossi (Thiago) e Gilberto. Técnico: Dado Cavalcanti.