ARACI: Com deficiência visual há mais de 30 anos, homem estuda e se forma em mais de 3 cursos técnicos

 


Uma história de superação passa a ser contada nesta reportagem e tem como personagem principal. Mamedio dos Santos Pereira, 48 anos, ele que perdeu a visão há mais de 30 anos, desde então estuda e se formou em mais de 3 cursos técnicos em Araci. “Não sei porque perdi a visão, fui no oftalmologista e eles não descobriram o que foi. Em 1987 eu ainda enxergava, então quando eu perdi total em 1988 eu já havia lido o alfabeto, morava nos Espinhos, zona rural de Araci, distante 50 km da sede do município, fiquei com o ABC na memória e após perder a visão meu maior sonho era poder continuar estudando. Quando foi em 2005 comecei a escrever na escola, com muito treino, no final de 2011 eu fui para escola regular, onde antes estava no núcleo, estudei e conclui o Ensino Médio na Pedra Alta (distrito)”, relatou.

Mamedio conta que em 2018 foi morar na sede do município, “e desde então venho estudando, nunca parei de estudar, fui fazer curso de Massoterapia, em Salvador, fiz curso de mediação extrajudicial, onde trabalho na Ação Social em Araci, e hoje ainda faço curso de Logística. Não parei, e pretendo fazer mais e mais cursos técnicos”, afirmou.

“Meu maior sonho é entrar em uma Universidade, faço o Enem todo ano, nunca parei, e sigo firme estudando e buscando sempre o que gostamos de fazer, que no meu caso é estudar. Viajo para todos os lugares, participo de eventos e tudo mais sem dificuldades hoje, graças a Deus tenho muita fé e pessoas boas ao meu redor que me ajudam”, disse Mamedio em entrevista a Voz do Campo.

Foto: A Voz do Campo

Pereira possui um Bíblia em Braille, onde todos os dias alimenta sua fé, além de possuir o reglete, aparelho de escrita em Baille, onde em visita nesta segunda-feira (19), escreveu “Voz do Campo” como exemplo e homenagem.