Atlético de Alagoinhas vence o Bahia de Feira e é campeão baiano pela 1ª vez

 


Atlético de Alagoinhas vence o Bahia de Feira e é campeão baiano pela 1ª vez
Foto: Maurícia da Matta / Bahia Notícias

O Campeonato Baiano conheceu seu mais novo campeão. Neste domingo (23), o Atlético de Alagoinhas conquistou o título estadual pela primeira vez na sua história. O Carcará venceu o Bahia de Feira por 3 a 2, de virada, na Arena Cajueiro, pelo segundo jogo da final. Iran marcou contra abrindo o placar e Marcone Pelé fizeram para os donos da casa, mas o mesmo zagueiro empatou, Ronan virou e Dinísio ampliou para a equipe de Alagoinhas. Campeão em 2011, o Tricolor feirense volta a perder uma decisão do Baiano após 2019.

 

Agora, o novo campeão baiano volta suas atenções para a estreia na Série D do Brasileiro. No dia 6 de junho, um domingo, às 16h, o Carcará estreia contra o ASA, em Arapiraca, pela primeira rodada do Grupo A4. Integrante da mesma chave, o Tremendão começa a competição nacional recebendo o Sergipe, no dia anterior (5), também às 16h, na Arena Cajueiro.

Foto: Maurícia da Matta / Bahia Notícias

 

O JOGO

O começou com o dono da casa Bahia de Feira dominando mais a bola e partindo para o ataque. Enquanto o visitante Atlético de Alagoinhas esperava o momento certo para atacar em velocidade.

 

A primeira boa chegada foi do Tremendão aos sets minutos. Pedro Neto fez boa jogada individual pela direita e levantou na área. Deon ajeitou de cabeça para Thiaguinho que soltou uma bomba, mas a bola explodiu em Edson e foi para fora. A pressão feirense continuou e dois minutos depois o ataque chegou bem novamente. Pedro Neto recebeu o lançamento por trás da marcação, dominou girou e tocou para Bruninho, que chutou em cima da marcação. No rebote, o meia do Tricolor de Feira bateu forte e Fábio Lima fez a defesa em dois tempos.

 

O Atlético de Alagoinhas quase criou uma boa oportunidade aos 17 minutos. Dinísio carregou na entrada da área, mas a bola escapou. Ronan tenta aproveita, mas o goleiro Jean chegou primeiro e afastou o perigo.

 

Foto: Maurícia da Matta / Bahia Notícias

 

Bahia de Feira abre o placar
O Tremendão abriu o placar com gol contra de Iran aos 18 minutos. Cazumbá cobrou o escanteio e a bola bateu nas costas de Iran, que se preocupava em marcar Eduardo, e morreu no fundo da meta de Fábio Lima. Bahia de Feira 1x0 Atlético de Alagoinhas

 

Atlético de Alagoinhas empata
Mas o Atlético deixou tudo igual aos 23 minutos depois com Iran se redimindo. Bola levantada na área através de cobrança de falta de Dionísio e o zagueiro tocou de cabeça para deixar tudo igual. Bahia de Feira 1x1 Atlético de Alagoinhas

 

Apesar de todo o esforço para se recuperar da lesão, Radar caiu no gramado e pediu para sair. No seu lugar entrou o lateral-direito Paulinho aos 33. Com isso, Edson foi deslocado para a esquerda do Carcará.

 

Ronan vira para o Atlético
O Atlético virou o placar aos 46 minutos com Ronan cobrando pênalti. Em jogada de contra-ataque em velocidade, Dionísio invadiu a área, bateu para o gol, mas a bola acabou batendo na mão de Wesley dentro da área e o árbitro Marielson Alves Silva assinalou a penalidade. Ronan bateu fraco deslocando Jean e colocou o Carcará na frente. Bahia de Feira 1x2 Atlético de Alagoinhas

Foto: Maurícia da Matta / Bahia Notícias

 

Segundo tempo

O Atlético de Alagoinhas voltou dos vestiários com a mesma formação que terminou a etapa inicial. Já o Bahia de Feira fez duas alterações. O atacante Tico entrou no lugar de Pedro Neto, enquanto o lateral Ricardo ficou com a vaga de Victor Salvador. Com isso, o ele foi para a lateral direita, enquanto Jarbas foi deslocado para o meio.

 

VAR é acionado
Aos 13 minutos Marielson Alves Silva mostrou o cartão amarelo para Gilmar. No entanto, o árbitro foi ao VAR para rever o lance, cancelou o amarelo e mostrou o vermelho direto para o jogador do Carcará aos 15.

 

Aos 23, Tico acertou uma bomba de canhota de fora da área, mas Fábio Lima espalmou evitando o gol.

Foto: Maurícia da Matta / Bahia Notícias

 

Dionísio faz o 3º do Atlético
O Atlético de Alagoinhas chegou ao terceiro gol com Dionísio aos 24 minutos. Na tabela com Ronan, Vitinho invadiu a área e rolou para Dionísio empurrar para o fundo das redes. Bahia de Feira 1x3 Atlético de Alagoinhas

 

Fábio Lima fez uma grande defesa aos 33 minutos. Tico escorou de peito para Diones, que finalizou à queima roupa.

 

Bahia de Feira diminui
O Bahia de Feira diminuiu com Marcone Pelé aos 45 minutos. Cruzamento na medida de Ricardo e Pelé tocou de cabeça para o fundo do gol. Bahia de Feira 2x3 Atlético de Alagoinhas

 

No minuto seguinte, Pedro Neto recebeu o cartão amarelo. Já do lado de fora da partida, o jogador reclamou muito com o árbitro pelos sete minutos de acréscimos e foi advertido.

 

Por pouco o Tremendão não empatou aos 51 minutos. Cazumbá levantou a bola na área na cobrança de falta e Diones tocou de cabeça. A bola passou perto da trave de Fábio Lima e foi para fora. Mas a arbitragem anulou a jogada assinalando um impedimento.

 

FICHA TÉCNICA

Bahia de Feira 2x3 Atlético de Alagoinhas 

Campeonato Baiano - Final - 2º jogo

Local: Arena Cajueiro, em Feira de Santana

Data: 23/05/2021

Horário: 16h

Árbitro: Marielson Alves Silva 

Assistentes: Alessandro Álvaro Rocha de Matos e Jucimar dos Santos Dias

VAR: Diego Pombo Lopez

Cartões amarelos: Wesley, Jarbas, Diones, Marcone Pelé, Pedro Neto (Bahia de Feira) / Miller, Dionísio, Jerry(Atlético de Alagoinhas)

Cartão vermelho: Gilmar (Atlético de Alagoinhas)

Gols: Iran contra, Marcone Pelé (Bahia de Feira) / Iran, Ronan, Dionísio (Atlético de Alagoinhas)

 

Bahia de Feira: Jean; Jarbas, Eduardo (Adriano), Wesley e Cazumbá; Victor Salvador (Ricardo), Diones e Bruninho (Hugo Freitas); Pedro Neto (Tico), Thiaguinho e Deon (Marcone Pelé). Técnico: Oliveira Canindé. 

 

 

Atlético de Alagoinhas: Fábio Lima; Edson, Iran, Bremer e Radar (Paulinho); Gilmar, Kaefer, Dionísio e Miller (Jerry); Vitinho e Ronan. Técnico: Sérgio Araújo.