Anvisa aprova novo teste de 3ª dose de vacina da Astrazeneca; Bahia terá 1,5 mil voluntários

 


Anvisa aprova novo teste de 3ª dose de vacina da Astrazeneca; Bahia terá 1,5 mil voluntários
Foto: Secom/Prefeitura de Salvador

A Bahia vai ser novamente laboratório para testes da vacina da Astrazeneca, em um novo estudo autorizado nesta segunda-feira (19), pela Anvisa. O ensaio clínico vai avaliar a segurança, a eficácia e a capacidade de provocar resposta imune (imunogenicidade) de uma terceira dose da vacina aplicada de 11 a 13 meses após a segunda dose.

 

Na semana passada a Anvisa autorizou testes de uma nova versão da vacina contra a Covid-19 da Astrazeneca que vai  analisar a possibilidade de uma terceira dose de imunizante em pessoas já vacinadas contra a Covid-19 e em outras ainda não imunizadas, com o objetivo de fornecer imunidade contra a variante Beta, identificada inicialmente na África do Sul (leia mais aqui e aqui).

 

Agora então, são dois testes da Astrazeneca autorizados no país.

 

No estudo que recebeu o aval nesta segunda, a terceira dose será aplicada em participantes do estudo inicial, feito em 2020, que já receberam as duas doses do imunizante, com um intervalo de quatro semanas entre as aplicações. Na Bahia serão 1.500 voluntários. Os testes vão ocorrer também no Rio de Janeiro (1.500 voluntários), Rio Grande do Sul (3.000 voluntários), Rio Grande do Norte (1.500 voluntários) e São Paulo (2.500 voluntários).

 

A Anvisa explicou que o novo ensaio é de fase III, controlado, randomizado, simples-cego, ou seja, em que só o voluntário não saberá o que tomou: se uma dose da vacina ou de placebo.

 

Serão incluídos voluntários com idade entre 18 e 55 anos, que estejam altamente expostos à infecção com o novo coronavírus, como profissionais de saúde. Não serão incluídas gestantes ou pessoas com comorbidades.