Com dois gols de Gilberto, Bahia vence o Fluminense na Fonte Nova e dorme fora do Z-4

 


O Bahia pode fechar a penúltima rodada do Campeonato Brasileiro fora da zona de rebaixamento. Na tarde deste domingo (5), o Esquadrão de Aço venceu o Fluminense por 2 a 0, na Arena Fonte Nova, pela 37ª jornada da competição. Os gols da partida foram marcados por Gilberto no primeiro tempo.

Com o resultado positivo, o Tricolor baiano vai dormir fora do Z-4 ao somar 43 pontos, assumindo o 15º lugar deixando para trás Juventude e Cuiabá, respectivamente 16º e 17º, por ter mais triunfos do que os concorrentes. O Alviverde gaúcho entra em campo nesta segunda-feira (6), às 19h, na visita ao São Paulo, no Morumbi, enquanto o Dourado encara o Fortaleza, na Arena Pantanal, às 20h. Já o Flu, que briga por vaga na Libertadores, permanece com 51 na sétima posição.

Na última rodada do Brasileirão, o Esquadrão de Aço decide a permanência na elite na próxima quinta (9), às 21h30, diante do Fortaleza, na Arena Castelão.

O JOGO
O dono da casa é o Bahia, mas o Fluminense quase abriu o placar no primeiro minuto de bola rolando. Após cobrança de falta, Caio apareceu sem marcação, dominou e tocou para Fred. O centroavante bateu de primeira mandando por cima da meta de Danilo Fernandes. A defesa baiana não acompanhou os dois atletas adversários pedindo impedimento.

A resposta do Tricolor baiano veio em seguida, aos três minutos. Aproveitando o cruzamento, Gilberto emendou um voleio, mas a bola foi para fora. Aos cinco, os donos casa chegaram bem mais uma vez. O camisa 9 recebeu na entrada da área e bateu forte, mas ela desviou na defesa carioca e saiu.

Aos nove minutos, o Tricolor baiano teve um escanteio a favor. Bola levantada na área, Gilberto desviou de cabeça e a bola bateu no braço direito de Caio Paulista, que estava de costas. O árbitro Luiz Flávio de Oliveira esperou a orientação do VAR, que nada marcou e o jogo seguiu.

O Esquadrão de Aço desperdiçou uma grande chance aos 15 minutos com Rossi. Edson levantou a bola nas costas da defesa e o atacante tocou de cabeça nas mãos de Marcos Felipe, que estava bem posicionado. O time baiano ainda teve outra oportunidade preciosa no mesmo minuto. Gilberto recebeu na área, ficou sem ângulo e tocou de calcanhar para o camisa 7 que soltou a bomba, mas goleiro da equipe carioca desviou para fora evitando que o placar fosse aberto.

A pressão era toda do Tricolor baiano, sempre descendo com perigo pela direta do ataque. Acuado, a equipe carioca mal conseguia passar do meio-campo.
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
Aos 26, o Flu encaixou um bom ataque. Caio Paulista foi lançado e cruzou, mas Matheus Bahia mandou para escanteio. Aos 29, a bola foi levantada na área, mas Rodriguinho tocou de cabeça e mandou para fora. Ele não viu que atrás Raí apareceria livre na cara do gol. Apesar do toque ter sido jogador do time baiano, o árbitro assinalou o escanteio acreditando que foi Samuel Xavier que havia tirado.

Pênalti para o Bahia e Gilberto marca
O Esquadrão de Aço abriu o placar com Gilberto cobrando pênalti aos 38 mintos. O árbitro assinalou a penalidade máxima ao ver Luccas Claro tocar a mão na bola antes de afastar o perigo aos 36. Bahia 1x0 Fluminense.

Gilberto amplia com um golaço
Antes do encerramento do primeiro tempo, Gilberto ampliou o placar para o Bahia com um golaço aos 46 minutos. Raí lançou buscando Rossi, mas Luccas Claro cortou mal. O camisa 9 foi acionado na frente, viu Marcos Felipe fora do gol e tocou de cobertura para fazer uma pintura. Bahia 2x0 Fluminense

Segundo tempo
O Bahia voltou dos vestiários com a mesma formação da etapa inicial. Mas o Fluminense voltou com duas modificações. Saiu o machucado André para entrada de Martinelli, enquanto Caio Paulista deu lugar a Cazares.

Aos dois minutos, Danilo Barcelos recuou errado, Rossi disparou para dominar a bola, mas Marcos Felipe saiu bem e afastou o perigo. O Flu carimbou a trave baiana numa falha de Danilo Fernandes aos sete minutos. Yago recebeu de Martinelli, ajeitou para a perna direita e bateu fraco rasteiro, o goleiro do time baiano estava na jogada, mas a bola escapou e tocou no poste. Na sequência, ela ainda ficou viva perto da linha do gol, mas Luiz Otávio afastou o perigo. A equipe carioca criou outra chance dois minutos depois. A defesa do Bahia afastou mal o cruzamento e ela sobrou para Martinelli, que matou no peito e bateu firme, mas mandou à direita da meta.
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
O Tricolor quase marcou com Juninho Capixaba aos 17 minutos. Rossi lançou o camisa 29, que invadiu a área e finalizou forte para a defesa de Marcos Felipe.

Aos 20 minutos, o árbitro Luiz Flávio de Oliveira expulsou dois jogadores, um de cada lado. Manoel e Rossi se desentenderam e foram para o chuveiro mais cedo.

 

O Tricolor baiano desperdiçou uma chance de ouro. Renan Guedes recebeu de Raniele, livre de marcação, escolheu o canto, mas bateu para fora.

 

FICHA TÉCNICA
Bahia 2x0 Fluminense
Campeonato Brasileiro - 37ª rodada
LocalArena Fonte Nova, em Salvador
Data05/12/2021 (domingo)
Horário16h
ÁrbitroLuiz Flávio de Oliveira (FIFA-SP)
AssistentesNeuza Ines Back e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (ambos de SP)
VARIgor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)

Cartões amarelos: Gilberto, Juninho Capixaba (Bahia) / Luccas Claro, Wellington, Yago Felipe, Fred, Bombadilla (Fluminense)

Cartões vermelhos: Rossi (Bahia) / Manoel (Fluminense)

Gols: Gilberto, duas vezes (Bahia)


Bahia: Danilo Fernandes; Nino Paraíba, Conti, Luiz Otávio e Matheus Bahia (Renan Guedes); Patrick, Edson (Raniele) e Rodriguinho (Juninho Capixaba); Raí (Ronaldo), Rossi e Gilberto (Rodallega). Técnico: Guto Ferreira.

Fluminense: Marcos Felipe; Samuel Xavier, Luccas Claro, Manoel e Danilo Barcelos; Wellington (Lucca), André (Martinelli) e Yago Felipe; Caio Paulista (Cazares), Luiz Henrique (Matheus Ferraz) e Fred (Bobadilla). Técnico: Marcão.

Por Leandro Aragão | Bahia Notícias

Postar um comentário

0 Comentários