Processo por calúnia e difamação movido pelo prefeito de Serrinha contra o ex-gestor Osni Cardoso, vai para Justiça Eleitoral

 

Foto: Montagem / Bahia Notícias

 Uma ação do prefeito de Serrinha, Adriano Lima, contra o ex-gestor da cidade Osni Cardoso (PT) vai ser encaminhada para a Justiça Eleitoral. Em decisão desta quarta-feira (26), o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) ordenou a remessa do processo movido por Lima que acusa Cardoso de calúnia e difamação.

Segundo o site Bahia Notícias, o motivo foi um vídeo divulgado na campanha eleitoral de 2020 em que Lima concorria à reeleição. Nas imagens, Osni  acusa Adriano Lima de ser mau gestor além de perseguir moradores. O também deputado estadual insinua desvio de verba destinada ao combate à Covid para o hospital do pai do prefeito e para “comprar apoiadores”.

 

Osni questionava o direcionamento de R$ 10 milhões repassados pela União. No processo, Adriano Lima diz que Osni Cardoso em muito se afastou do direito de cidadão de criticar uma administração ou governo, se excedendo “com o intuito deliberado de caluniar, difamar, injuriar e causar danos” ao prefeito. 

Há anos adversários, Adriano Lima e Osni Cardoso já estiveram juntos. Na eleição de 2008, a chapa Osni -Adriano Lima venceu a disputa daquele ano. Osni depois se reelegeu em 2012 com Adriano já como candidato opositor, ficando em segundo lugar. Já nos dois pleitos seguintes deu Adriano Lima.

Postar um comentário

0 Comentários