Governo federal anuncia linha de crédito para caminhoneiros

 


Governo federal anuncia linha de crédito para caminhoneiros
Foto: Reprodução/Pixabay

O governo federal lançou, nesta sexta-feira (4), uma linha de crédito exclusiva para caminhoneiros. De acordo com o anúncio feito pelo Ministério da Infraestrutura, o crédito será uma antecipação do pagamento de custos de frete para a categoria autônoma.

 

 A nova linha de crédito para caminhoneiros foi anunciada em um momento em que o governo está no meio de um embate entre Poderes sobre a alta do preço dos combustíveis, que tem contribuído para o aumento da inflação (leia sobre a PEC que trata do assunto mais abaixo).

 

O programa, batizado de Giro Caixa Transportes, é exclusivo para a antecipação do pagamentos de custos de frete aos caminhoneiros, disponibilizando os recursos na conta dos motoristas autônomos com até 120 dias de antecedência. A linha de crédito tem taxa de juros a partir de 1,99% ao mês.

 

“[A categoria] Vai ter a oportunidade de — por meio do banco digital, da sua poupança digital, o [aplicativo] Caixa Tem — ter acesso ao capital de giro, a antecipação do seu frete, com uma taxa muito pequena”, disse o ministro Tarcísio de Freitas.

 

As empresas de transporte de cargas que contratam serviço de frete a prazo podem solicitar ao banco que antecipe o pagamento diretamente ao caminhoneiro, que receberá os custos de frete por meio de crédito em conta da Caixa, poupança digital ou pelo aplicativo Caixa Tem.

 

Segundo a Caixa, poderão ser antecipados os fretes com registro no sistema da Secretaria de Fazenda a partir da emissão do Manifesto Eletrônico Fiscal (MDF-e), que armazena informações sobre a carga e os responsáveis pelo transporte.

 

Em julho de 2020 um levantamento feito pelo Bahia Notícias revelou que, passados 15 meses desde que foi anunciado pelo governo federal, apenas 1% do montante disponibilizado para o Crédito Caminhoneiro, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), foi aprovado em financiamentos para profissionais da categoria (relembre).

Postar um comentário

0 Comentários