Coité: Mototaxista fica ferido após colidir moto com barraca de feirante no centro



O mototaxista Jardel de Jesus Almeida, 31 anos, sofreu um grave ferimento na perna direita com exposição do osso abaixo do joelho, quando pilotava sua moto pela Rua Floriano Peixoto, próximo aos semáforos do centro comercial de Coité, no fim da noite de domingo, 12.

Segundo Gildo Carneiro coordenador do Águia Resgate, já tinha liberado o grupo e guardado a ambulância quando passou no local e viu uma pessoa usando o telefone, parecia está solicitando o socorro, quando alguém o conheceu e perguntou se ele não podia socorrer a vítima. Ele de imediato acionou dois voluntários que já estavam em casa e chegaram com a ambulância e depois de realizarem os primeiros atendimentos de mobilização, levaram a vítima para emergência do Hospital Português, ele tinha perdido muito sangue e o ferimento era muito grave, tendo ficado o osso exposto”, disse Gildo.

Diante da gravidade do ferimento o HP pediu a regulação para transferência do paciente, mas até esta manhã não tinha sido transferido, porém, seu estado de saúde tem evoluído bem, após a equipe médica realizar limpeza e sutura da pele (costura).

Familiares de Jardel chegaram ao local no momento do atendimento

 Jardeal  relatou como aconteceu o acidente. Eu não estava mais no ponto, mas um cliente me ligou para uma corrida e quando retornei por volta das onze horas não vi uma barraca no meio da rua, sem nenhum tipo de sinalização e bati a perna no ferro e cai, perdi muito sangue. Um absurdo isso, armar barraca na madrugada na principal rua do centro da cidade e não sinalizar, eu foquei as atenções para as luzes do semáforo e não percebi a banca e acabei colidindo”, contou o mototaxista.

Diante da gravidade do ferimento o HP pediu a regulação para transferência do paciente, mas até esta manhã não tinha sido transferido, porém, seu estado de saúde tem evoluído bem, após a equipe médica realizar limpeza e sutura da pele (costura).


Jardel sofreu o terceiro acidente e o segundo que afetou a mesma perna

Jardel é habilitado desde 2015

A perna direita de Jardel tem um problema que enfrenta desde criança, enquartamento do fêmur que a deixou menor que a esquerda, e diante disto não consegue trabalhar e encontrou uma forma de ‘buscar o pão’ atuando como mototaxista, só que fazendo isto há mais de 15 anos, já contabiliza três acidentes, teve fratura de clavícula, outro fratura essa mesma perna que acabou piorando sua locomoção depois de atropelar um cachorro.

Ele teme que depois de mais esse acidente as sequelas aumentem e que venha impossibilitar de continuar trabalhando.

 

 

Postar um comentário

0 Comentários