Intermunicipal – Seleção de Quijingue vence Itajuípe no tempo normal e nos pênaltis e conquista o titulo inédito

 


A decisão do Intermunicipal 2022 pode ter sido marcado como um dos mais nervosos de toda história, basta se observar o primeiro tempo quando saíram três gols e quatro expulsões. A seleção quijinguense foi campeã na disputa das penalidades, mas em campo foi merecedora, já que o zero a zero já dava o titulo a Itajuípe. Abriu o placar muito cedo, levou o empate e a virada ainda na primeira etapa. Foi em desvantagem para o segundo tempo e teve a tranquilidade de correr atrás do empate e nova virada que levava a decisão para os pênaltis.

Quando o árbitro Diogo Lopez Pombo apitou o fim do jogo, quebrava a invencibilidade de Itajuípe que no domingo anterior tinha quebrado a de Quijingue jogando em seu estádio. Na disputa de pênalti, brilhou a estrela do goleiro André que defendeu duas cobranças e viu uma passar sobre o travessão. O placar final no pênaltis, Quijingue 3 a 1.

Primeiro tempo – Quijingue precisava vencer por dois gols de diferença para garantir de forma direta a conquista do titulo do Intermunicipal, algo marcante, já que disputa pela segunda vez a competição, ou ganhar por um gol de diferença para levar a decisão nas penalidades. E foi justamente a seleção quijinguense que foi para cima em busca de abrir o marcador, em dois cruzamentos exigiu boas saídas do goleiro Rose, mas aos 14 minutos a seleção representante do território do sisal teve uma falta na entrada da grande área depois de uma bela jogada de Nailton que saiu driblando toda zaga. Robinho partiu para a cobrança e o chute foi perfeito sobre a barreira e pegou o goleiro da seleção itajuipense no contra-pé, ele só fez olhar a bola morrer no fundo aos 15min.

Goleiro Rose ficou estático na cobrança de Robinho

A seleção de Itajuípe chegou ao empate dois minutos depois. Falta pelo lado direito, bola lançada na área, atacante não conseguiu acertar a cabeçada, mas Eri que fazia a marcação estava muito próximo subiu de cabeça, mas a bola resvalou no seu braço e o árbitro Diogo Lopez Pombo estava muito próximo e apontou para a marca do pênalti. Fábio Santaluz partiu para a cobrança e mandou no canto esquerdo, o goleiro André até acertou o canto, mas não conseguiu evitar o empate.

Depois da igualdade do marcador, houve uma falta no meio de campo sobre o jogador Robinho de Quijingue, começou um empurra empurra e o arbitro expulsou o zagueiro de Quijingue Edmundo capitão da equipe e Alex camisa 8 da seleção de Itajuípe.

A seleção de Itajuípe virou o placar aos 41 min. Falta pela direita praticamente do mesmo local que resultou no pênalti. desta vez a bola encontrou Dedeu dentro da pequena área e cabeceou sozinho para colocar Itajuípe na frente.

Gol de Dedeu marcou a virada de Itajuípe no primeiro tempo

Aos 43 min Itajuípe teve mais um jogador expulso, o lateral esquerdo Rodolfo chutou Robinho caído, depois de ter sofrido uma falta e a seleção da casa ficou com um jogador a menos. Aos 47 foi a vez de Quijingue perder seu segundo jogador por expulsão, Osvaldinho que assumiu a faixa de capitão depois que Edmundo foi expulso, vacilou numa jogada na entrada da grande área, perdeu a bola e para evitar que o atacante adversário entrasse sozinho, cometeu a falta e como já tinha sido amarelado, recebeu o segundo e o vermelho.

Igor Tanquinho teve outras duas oportunidades para matar o jogo, de cara com o goleiro André jogou por cima da trave.

Segundo tempo 

Com as duas equipes jogando com 9 jogadores começou menos intenso, mas a seleção mais interessada em vencer o duelo era Quijingue e foi justamente a representante do sisal que foi em busca do triunfo e levou perigo ao goleiro Rose logo aos 5 min, Nailton mais uma vez tentou entrar driblando e recebeu a falta, Robinho em jogada ensaiada tocou para Garrudo, ele estava livre dentro da pequena área, mas o goleiro foi mais rápido e defendeu com os pés.

No segundo lance com participação de Garrudo ele não perdoou, aventurou um chute de pé esquerdo de fora da área e o goleiro Rose aceitou aos 13 min.

Garrudo marcou o segundo de Qiuijingue com chute de fora da área

Motivados, os jogadores quijinguenses partiram pra cima em busca de nova virada e conseguiu aos 28 minutos. Mais um cruzamento da direita, bola tocou no gramado e subiu, Pó que tinha entrado no segundo tempo, se antecipou ao goleiro Rose e mandou no fundo, 3 a 2, nova virada no jogo levava a decisão para os pênaltis e Quijingue levou a melhor, vencendo o jogo por 3 a 1.

Postar um comentário

0 Comentários