PRF registrou mais de 37 mil ultrapassagens indevidas em 2022 nas rodovias federais; 212 pessoas morreram



A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 37.190 ultrapassagens indevidas no período de janeiro a dezembro no ano passado, na Bahia. A infração é uma das principais causas de acidentes com mortes em todo o país.

Segundo dados da PRF, somente em 2022, foi constatado que dos 441 acidentes do tipo colisão frontal, quando 212 pessoas perderam a vida. A maior parte desses acidentes foram causadoss por conta dessa infração de trânsito.

As rodovias em que este tipo de situação foi certificada com maior incidência são: BR-101, no sul e extremo sul, com 130 acidentes de colisão frontal, e BR-116, no trecho do sudoeste, com 91 registros.

As ultrapassagens mal feitas também causam outros tipos de acidentes, como saídas de pista e colisões transversais, situação em que ocorre na tentativa de escapar da colisão frontal.

A infração de ultrapassagem forçada é considerada gravíssima, com multa de R$ 2.934,70, além da perda de 7 pontos na carteira. Já para ultrapassagem em local proibido é de R$ 1.467,35.


Postar um comentário

0 Comentários