Secretário Osni Cardoso explica uma das funções da SDR: "cuidar desse produtor e desse comprador"

 Osni Cardoso concedeu entrevista e comentou sobre a importância da pasta.


O novo secretário de Desenvolvimento Rural da Bahia, Osni Cardoso, concedeu entrevista na manhã desta terça-feira, 17, à Rádio Sociedade da Bahia onde falou sobre o trabalho que será desenvolvido à frente da pasta, destacando a importância da valorização da agricultura familiar, que é a responsável por levar a maioria dos alimentos para as mesas dos brasileiros.


Segundo Osni uma das funções da SDR é garantir a qualidade dos produtos e dar as condições ideias para que o produtor familiar possa atuar. "Mais de 70% do que consumimos vêm da Agricultura Familiar. O agronegócio produz para vender para fora, então a gente se alimenta da agricultura familiar, então precisamos, mais do que nunca, dar as condições para que eles ampliem sua produção e de maneira que ele viva com qualidade".

De acordo com Osni, a grande função da SDR é promover a agricultura familiar, garantindo qualidade nos produtos e renda aos produtores. "Nossa pasta não tem nenhuma grande obra, não é a que faz as grandes obras, mas ela tem uma particularidade que é cuidar desse produtor e desse comprador. Precisamos fazer com que o produtor produza com qualidade, mas que o povo saiba qual é a diferença do produto dele e a importância de comprar do agricultor familiar."


O secretário citou algumas das funções da SDR. "Nosso acompanhamento é assistência técnica desse produtor, como ele produzir, como comercializar, o acompanhamento para a gente poder garantir o selo necessário, e ir identificado nesse produtor quais são as potencialidades de cada região, então é um conjunto grande de atividades".
Para 2023 um objetivo é realizar as entregas de agroindústrias. "Iremos entregar esse ano 300 unidades de agroindústria no estado para a agricultura familiar. Temos um volume altíssimo de agricultores familiares com a produção de agroindústria ainda baixo. Vamos dialogar com a Secretaria da Agricultura Familiar e ADAB para garantir a liberação dos produtos de origem animal para que cheguem aos mercados e nas escolas".

Postar um comentário

0 Comentários