Vereadora Mariana Cunha é coautora da PL que institui dia municipal de combate à LGBTfobia


A vereadora Mariana Cunha, juntamente com a vereadora Edylene Ferreira, criou o Projeto de Lei que institui o "Dia Municipal de Combate à LGBTfobia", que será incluído no calendário oficial de eventos do município de Serrinha e celebrado anualmente no dia 17 de maio.

A oficialização ocorreu na noite dessa quinta-feira (2), quando o Projeto de Lei que institui 17 de Maio como "Dia Municipal de Combate à LGBTfobia" foi aprovado com unanimidade na Câmara de Vereadores.

O dia 17 de Maio é marcado pela luta a favor dos direitos LGBT e pelo combate à discriminação e ao preconceito. De acordo com a proposta, a data "poderá ser comemorada anualmente com reuniões, palestras, seminários, workshops, espetáculos culturais ou outros eventos voltados à conscientização, sensibilização e respeito à diversidade sexual e ao combate à sua discriminação". Portanto, o projeto das propositoras Mariana Cunha e Edylene Ferreira objetiva incentivar com mais veemência o combate ao preconceito e o respeito à diversidade.


Mariana Cunha salientou que a inserção da data no calendário do município induz à uma  discussão ainda mais ampla no tocante a políticas públicas que contemplem a população LGBT. "As ações voltadas para implementação de políticas públicas que atendam a população LGBT visam a oferecer a uma parcela significativa da sociedade mais respeito, mais amor e igualdade de direitos. Como vereadora, tenho como dever promover políticas públicas que atendam a sociedade como um todo, e essa proposta consiste em propiciar a formação de uma sociedade mais igualitária, fundamentada no respeito às diferenças", destacou a vereadora.


A população LGBT tem enfrentado uma situação de discriminação e marginalização em decorrência de sua orientação sexual há séculos, e isso é inadmissível. Cada pessoa, seja qual for sua idade, cor, religião, gênero, condição social e/ou orientação sexual, deve ser igualmente respeitada, igualmente amada e igualmente aceita pela sociedade.