Serrinhense Dony Terrier tem novo desafio no México

Após, uma excelente participação na disputa do Campeonato Mundial de Jiu-Jitsu disputado nos dias 8 e 9 de junho, em Feira de Santana, o lutador serrinhense Dony Terrier já tem novo compromisso, só que dessa vez o atleta irá trocar o tatame pelo octógono. Dony Terrier irá disputar o STF, no próximo sábado (6), no México, o evento que chega a sua 13º edição.

Dessa vez o confronto será em Villahermosa, capital do estado de Tabasco. O atleta baiano vai medir forças com o lutador mexicano Ricardo Rivera. Dony vive um bom momento dentro do MMA. São três vitorias consecutivas. O lutador de 31 anos tem no cartel um total de 24 lutas, sendo 17 vitórias e 7 derrotas.

Recentemente, Dony Terrier trouxe para o Brasil e Bahia mais uma vitória. Ele lutou, também no México, com lutador mexicano Humberto Diaz, a luta aconteceu no dia 30 de março na cidade de Novo Laredo, estado de Tamaulipas.

Em entrevista ao programa Geral Fight, Dony Terrier falou da expectativa de mais uma apresentação internacional. “Minha expectativa é pôr em prática tudo que treinei com meu parceiro Thayrone Freime. Dessa vez preferi fazer um camping mais isolado. Somente eu e um coach. Nesse caso, fiquei no Jiu-Jitsu, não posso esquecer daquele que é a essência. Venho de três vitórias consecutivas e quero manter minha sequência de bons resultados principalmente no México”, disse.

Com relação ao seu adversário Dony foi bem direto. “Sei que Ricardo Rivera é um excelente striker, porém traz uma certa experiência na luta agarrada. E isso quero pôr a prova (sorriu)”.

Dony também aproveitou para falar da participação na disputa do Campeonato Mundial de Jiu-Jitsu. “Lutei o mundial ganhei todas as lutas, mas infelizmente na final, fiz uma submissão que foi tirada das competições de BJJ esportivo, acabei perdendo o primeiro lugar. Apesar disso, vi como positiva a minha participação, já que minha finalidade mesmo é finalizar, e as técnicas que utilizo com especialidade são validas”, finalizou.

O evento será transmitido pelo canal do YouTube do STF Brasil, a partir das 22 horas (Horário de Brasília).