Ao som do hino do Bahia corpo do presidente da Ascoob Sisal é sepultado em Subaé




Foi sepultado exatamente as 17h desta quarta-feira, 20, no Povoado Subaé, município de Serrinha o corpo de Antônio Claudio de Oliveira Santiago, diretor-presidente da Cooperativa de Credito Rural da Ascoob Sisal. Ele morreu na noite de terça-feira, 19, no Hospital Geral Cleriston Andrade em Feira de Santana após passar por um procedimento cirúrgico na região abdominal.
Centenas de pessoas acompanharam durante todo o dia o velório que aconteceu em frente da residencia da família e após a celebração de corpo presente familiares e amigos saíram em direção ao cemitério, mas para surpresa de muitos, uma moradora em voz alta pediu para fazer uma homenagem que ele iria gostar muito e começou a cantar o hino do Esporte Clube Bahia e logo outras pessoas acompanharam.
A grande quantidade de pessoas que compareceram para  se despedir de Antônio Claudio já era esperada, afinal mais da metade de sua vida foi envolvida nos movimentos sociais e do cooperativismo, tendo começado como sócio da Ascoob Sisal e com a sua dinâmica chegou a diretoria da entidade, se tornou vice-presidente e diretor presidente e cumpria seu terceiro mandato.

Da esquerda para a direita: Silvio Soares, Domício Araújo, José Paulo, Cosme Arisvaldo e José Carlos
O vice-presidente da Cooperativa Central de Crédito com abrangência na Bahia, Sergipe e Alagoas, Cosme Arisvaldo esteve presente no sepultamento do amigo e companheiro de longas datas disse que Antônio Claudio teve grande participação para que a Ascoob chegasse a essa grande estrutura “era uma pessoa que fica difícil de a gente enumerar as qualidades dele que são muitas, pessoa humildade que nunca deixava de abater e abater seus companheiros”, afirmou.
Claudio tinha 53 anos, deixa esposa e duas filhas
José Paulo Crisóstomo cooperativista que também esteve lado a lado com Claudio disse que está difícil acreditar que uma pessoa pra frente e dinâmica de um momento para o outro sofre um problema de saúde que lhe tira a vida. “Uma pessoa que a gente sempre via bem, disposto, nunca iriamos imaginar que em tão pouco tempo ele fosse nos deixar”.
Silvio Soares  diretor-presidente da Ascoob Itapicuru com sede em Santaluz também fez questão de comparecer a Subaé para se despedir de Claudio, segundo ele todos são de uma mesma família, ele lembrou que a Central é composta por cinco cooperativas, quando a morte de Claudio ele afirmou que é uma perda irreparável, “porque ele não era diretor por acaso, tinha história, dedicado a família, aos compromissos dele na Ascoob, com forte participação dos movimentos sociais não só da região, mas todo estado da Bahia”.
O deputado estadual Osni Cardoso, prefeito Adriano Lima, vice-prefeito Berg da Aragon, presidente da Câmara Jean Carlos, vereador Santiago compareceram ao sepultamento.
Redação CN | Fotos: Raimundo Mascarenhas