Homem destrói imagem do Cristo na serra de Tanquinho. O mesmo é acusado de matar a esposa do primo há sete anos em Inhambupe


Um homem trajando calça preta, camisa amarela e sandálias branca, aparentando problemas mentais, destruiu na madrugada de segunda-feira, 13, a imagem do Cristo fixada no topo da Serra da Emancipação  localizada ás margens da BR 324, em Tanquinho, município localizado no território Portal do Sertão. O local é muito frequentado nas sextas-feiras santa, quando fieis sobem fazem suas orações, fato que não aconteceu esse ano por conta da pandemia da COVID-19.

Serra de Tanquinho – Foto: Divulgação
Segundo a repórter Alana Rocha, do site Hora da Verdade, o homem subiu ao monte através de uma trilha e além de destruir a imagem, tentou derrubar um cruzeiro. Na matéria, a repórter relata que após o ato característico de intolerância religiosa, o homem foi visto andando pelas ruas de cidade e chegou a ser contido pela policia e apresentado na Delegacia da cidade onde foi ouvido e liberado. O mesmo teria dito que é evangélico e não aceita que as imagens sejam adoradas.
O site não soube contar o que motivou a liberação deste homem e que o mesmo na manhã desta terça-feira, dia 14, foi visto andando com uma bíblia pelas ruas de Riachão do Jacuípe, distante 35 km de Tanquinho, também ás margens da BR 324.
Estas fotos e um áudio começaram a circular nos grupos de WhatsApp e logo surgiram comentários que o mesmo era natural de Inhambupe e acusado de homicídio. A última informação dar conta que ele foi visto por volta das 10h seguindo pela BA 120, sentido Conceição do Coité.
 Uma pessoa moradora na cidade de Inhambupe que fica na microrregião de Alagoinhas e a mesma informou que o homem se chama José Luiz Pereira e é acusado de assassinar há sete anos a esposa de um primo dele a golpe de facão. O crime aconteceu no Saco do Buri, próximo do Povoado Cajá, distante 10 km da sede do município e não sabe a motivação. “Também não tivemos informações de que o mesmo estivesse em liberdade. Após o crime ele teria sido levado para o presídio em Alagoinhas e correu comentários que o mesmo teria sido assassinado na unidade prisional”, contou o morador que preferiu não ser identificado.
A polícia de Riachão do Jacuípe foi informada da presença deste homem na cidade e está averiguando a verdade dos fatos e suas atitudes estranhas.