Conjunto Penal de Serrinha presta informações sobre medidas aplicadas para prevenir contágio da Covid-19




Em resposta à solicitação da Defensoria Pública do Estado da Bahia – DPE/BA em Serrinha, a Direção do Conjunto Penal mantido no município informou as medidas preventivas que estão sendo aplicadas para reduzir os riscos de infecção da Covid-19 no presídio.

De acordo com as respostas encaminhadas à Defensoria no começo de maio, o Conjunto Penal de Serrinha não apresentou até então nenhum caso confirmado de Covid-19. Segundo a Direção do complexo, no entanto, apesar das avaliações de triagens e quadro clínico, novos internos até aqui não estão sendo submetidos a testes para a doença.

O Conjunto Penal informou, por outro lado, que implementou um rol de ações profiláticas visando proteger a saúde dos servidores penitenciários, dos prestadores de serviço e da população carcerária. A Direção comunicou que foram disponibilizados materiais de limpeza nos pavilhões; instaladas placas com informações preventivas, suportes para álcool em gel em diversos setores do complexo, assim como pias com sabão em locais estratégicos.

Além disso, os servidores estão utilizando máscaras e presos com algum sintoma de doença são remanejados para as celas da enfermaria. Tanto na cozinha e enfermaria foram intensificadas desinfecções. Como as visitas de familiares suspensas, a direção do presídio informou que está autorizando ligações telefônicas para todos os internos buscando evitar a perda total de contato com os familiares.

O Conjunto Penal de Serrinha é gerido pela Secretaria da Administração Penitenciária e Ressocialização Sustentável da Bahia. As requisições prévias de informações foram encaminhadas pela defensora pública Ana San Martin que atua na cidade.