Comércio de Serrinha vai funcionar em semanas alternadas para conter o coronavírus; entenda



O comércio de Serrinha voltará a funcionar nesta quinta-feira (18) de forma parcial, em sistema de rodízio. O decreto que permite o funcionamento de atividades não essenciais do comércio foi publicado na tarde desta quarta-feira (17), no Diário Oficial.

Serrinha registrou 11 novos casos de Covid-19 nesta quarta-feira: são três crianças com idades de 2, 4 e 11 anos; duas mulheres, de 39 e 47; e seis homens com 33, 37, 38, 45 e 47 anos de idade.

Ao todo a cidade soma 197 casos da doença, com 114 curados. Outras 47 pessoas aguardam resultados de exames e 2.695 tiveram resultado negativo para Covid-19.

A retomada das atividades presenciais será feita em semanas intercaladas e seguirá uma série de regras definidas pela prefeitura. Veja abaixo: 

De 18/06 a 26/06/2020
Estabelecimentos abertos das 8h às 17h

De 27/06 a 05/07/2020
Estabelecimentos fechados

De 06/07 a 10/07/2020
Estabelecimentos abertos das 8h às 17:00h

De 11/07 a 19/07/2020
Estabelecimentos fechados

• As lojas poderão operar com o limite máximo de 50% do total de seus funcionários.

 O horário de expediente será das 8h às 17h

 As empresas deverão estabelecer o número adequado de funcionários para evitar aglomerações e preservar um distanciamento entre as pessoas de pelo menos 2 metros.

• Cumprimento das medidas sanitárias: disponibilizar higienização para funcionários e consumidores com álcool gel 70% em pontos estratégicos do estabelecimento; funcionários e consumidores devem utilizar máscaras

 O acesso e o número de pessoas no estabelecimento devem ser controlados com sinalização interna e externa e poderão permanecer uma pessoa a cada 9 m² do estabelecimento

Os supermercados, padarias, farmácias, casas de produtos veterinários e rações animais, óticas, clinicas médicas, postos de combustíveis, bancos, correspondentes bancários, lotéricas, oficinas mecânicas e borracharias poderão funcionar sem interrupção observando todos os critérios de segurança explicitados no decreto.

O documento também autoriza a realização de missas, cultos e outras manifestações religiosas com presença de até 25 pessoas.

Restaurantes e lanchonetes (exceto aqueles que funcionem em postos de combustíveis às margens de rodovias), bares, academias, clubes recreativos, clínicas odontológicas e de fisioterapia (salvo para atendimentos de urgência e emergência) continuam com o funcionamento vedado. Além disso, o decreto proíbe a instalação de barracas nas ruas e praças do município.

Permanece autorizado o serviço de delivery para estabelecimentos que possuam estrutura para fornecimento do serviço.

O prefeito Adriano Lima (PP) disse que iniciou a reabertura do comércio de forma gradual e planejada para evitar a disseminação da Covid-19, com base nos relatórios de comportamento da pandemia do novo coronavírus, realizados pelas equipes técnicas do município.

Segundo o gestor, é o avanço ou contenção da pandemia que define se é possível ou não aplicar a retomada total. Ele disse que entende que alguns setores têm sofrido durante a pandemia, mas argumentou que tem a responsabilidade, enquanto prefeito, de pensar na saúde e na vida de cerca de 90 mil serrinhenses.

Adriano cita que, em todo Brasil, a tendência é que, até o fim de julho, o número de infectados aumente e que, diante dessa conjuntura, o município trabalha para proteger e evitar que a cidade entre neste cenário.

Toque de recolher é alterado - A prefeitura de Serrinha também alterou o horário do toque de recolher vigente na cidade que começava às 20h. Com a nova medida, publicada no Diário Oficial, o toque de recolher passa a valer das 18h às 5h.

Ainda de acordo com a prefeitura, quem for flagrado descumprindo o decreto será levado para a delegacia. A Polícia Militar e a Guarda Civil Municipal continuam circulando pelas ruas para garantir o cumprimento da determinação.