BN/ Séculus: Em Serrinha, prefeito Adriano Lima lidera corrida eleitoral

 


BN/ Séculus: Em Serrinha, prefeito Adriano Lima lidera corrida eleitoral
Foto: Francis Juliano/ Bahia Notícias

O atual prefeito de Serrinha, Adriano Lima (MDB), lidera a corrida eleitoral no município, segundo o levantamento Bahia Notícias em parceria com a Séculus Análise e Pesquisa. Adriano é o mais citado nos levantamentos espontâneo e estimulado e tem uma administração bem avaliada pelos 600 entrevistados pela pesquisa. O ex-prefeito Osni Cardoso (PT) aparece na segunda posição, porém lidera o índice de rejeição


Clique na imagem para ampliar | Foto: Pesquisa Séculos/ BN

 

Adriano lidera também quando não são apresentados os nomes dos postulantes à prefeitura. Nessa situação, o atual prefeito receberia o voto de 27,5% dos eleitores. Osni teria 11,75% e Berg 2,5%. Ferreirinha foi lembrado por 7,75% dos entrevistados. Ainda foram citados, com até 1%, os nomes de Dona Elena (0,50%), Lulu (0,75%) e Viviane (1%). Não souberam ou não opinaram 24,25% e 15% indicaram não ter candidato no pleito de novembro.

 

Clique na imagem para ampliar | Foto: Pesquisa Séculos/ BN

 

No quesito rejeição, o ex-prefeito Osni Cardoso é quem aparece à frente, não sendo opção para 28,25%, seguido de perto por Berg da Aragon, com 25,75%. O atual prefeito tem rejeição de 18,75% dos eleitores. Não souberam ou não opinaram 12,5% dos entrevitados, enquanto 15% indicaram que não rejeitam nenhum dos candidatos.


Clique na imagem para ampliar | Foto: Pesquisa Séculos/ BN

 

AVALIAÇÃO DA GESTÃO

Candidato à reeleição, Adriano Lima tem a gestão avaliada como boa por 23,5% dos eleitores e ótima para 8,75%. Para a maior parte dos entrevistados, 48,75%, a administração dele é regular; 11,5% consideram a gestão péssima; e 6,75% consideram ruim. Apenas 0,75% dos eleitores optou por não responder.

 

Clique na imagem para ampliar | Foto: Pesquisa Séculos/ BN

 

O levantamento ouviu 600 pessoas entre os dias 08 e 09 de setembro. Tem intervalo de confiança de 95% e margem de erro de 4% para mais ou para menos e está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob nº BA-06665/2020.