Barrocas: Prefeito José Jailson lamenta a morte do vereador e cantor irmão Lázaro

 

Irmão Lázaro com o Prefeito José Jailson - Foto: Reprodução
Antonio Lázaro da Silva, 54 anos, mais conhecido como Irmão Lázaro, morreu na noite da sexta-feira (19), vítima de complicações da Covid-19. Ele estava internado havia quase um mês na UTI de um hospital da cidade de Feira de Santana. Ex-integrante do Olodum e ex-Deputado Federal, atual vereador e cantor gospel, Lázaro já se apresentou em Barrocas em duas ocasiões, em dezembro de 2010 (ver aqui) e em abril de 2017 (ver aqui).

Ao saber da notícia, o Prefeito José Jailson lamentou a morte do líder político e religioso, e pediu que as pessoas se cuidem, pois o vírus não é uma brincadeira. Jai de Barrocas disse que em uma semana cerca de 15 mil pessoas morreram no Brasil em decorrências da doença:

"Perdemos hoje mais um grande amigo, grande líder, grande homem que como pessoa e político só pensava em fazer o bem, me despeço do irmão Lázaro mais uma vítima da COVID. Perdemos várias pessoas queridas. Não são só números, são vidas, histórias, são mais de 280 mil famílias em luto. Não podemos deixar de nos cuidar, a cada dia vamos tendo mais provas de que o vírus não é uma brincadeira. Lázaro era um homem de fé um artista que emocionou muita gente com sua voz incomparável", escreveu.

Irmão Lázaro tinha sido diagnosticado com a Covid-19 no dia 15 de fevereiro e desde então fazia o tratamento em casa. Após sete dias, em 22 de fevereiro, ele sentiu desconforto, febre e procurou o médico. Ao chegar no hospital, foi comprovado que estava com metade dos pulmões comprometidos e ficou internado em um leito clínico. Três dias depois, precisou ser transferido para a UTI.