Presidente do SISMUS diz haver sobras dos recursos do FUNDEB em Serrinha: "mais de R$ 12 milhões"

 


A indicação feita pelos vereadores Ito Cardoso e Lucas Maciel na qual pedem o rateio das sobras dos recursos do FUNDEB em Serrinha segue gerando debates no município. Em entrevista ao programa Café com Você, na rádio Continental AM, a presidente do Sindicato dos Servidores do Município de Serrinha, Perla Lima, comentou sobre os valores que podem ser rateados.


Segundo Perla, há sobra para ser dividida entre os profissionais da Educação. "Tiramos todos os extratos de janeiro a outubro, e fizemos as contas, entrou mais de R$ 60 milhões, e hoje identificamos uma sobra de mais de R$ 12 milhões até outubro".


De acordo com a profissional da Educação, há uma divergência entre o que está sendo dito pela Prefeitura de Serrinha e por outros órgãos. "Estamos aguardando o recurso de dezembro para a gente se organizar, pegar esse saldo. As fontes que a gente usa são o Banco do Brasil para aquilo que vem para o município, e o TCM para aquilo que foi prestado conta, e a matemática é simples, você pega o que recebeu e diminui pelo que gastou, e com isso tem o saldo. A contadora do município nos disse que não teria saldo em Serrinha, mas os órgãos nos mostram o contrário, as fontes oficiais nos mostram que em Serrinha em torno de mais de R$ 12 milhões estão de saldo".


A professora afirmou que teve uma reunião na Secretaria de Educação e a informação recebida foi a de que os recursos seriam utilizados para efetuar pagamentos de final de ano aos profissionais. "Foi uma reunião tensa, com ânimos exaltados, nos foi explicado que faria o pagamento de 13o salário, salário de novembro, terço de férias, e dia 17 vai sair o salário de dezembro, e as férias, que é o salário de janeiro para ser pago agora em dezembro".

Postar um comentário

0 Comentários