Vídeo: Mulher natural de Gavião é morta a tiros pelo ex-marido em SP

 

Uma mulher foi morta a tiros pelo ex-marido enquanto estava a caminho do trabalho em Jundiaí (São Paulo), na última terça-feira (8). Raimundo Lázaro Silva de Oliveira Filho, de 36 anos, teria ficado indignado com a separação e perseguiu um homem que acreditava ser o atual namorado da vítima antes de cometer o crime.

A polícia informou que, pela manhã, Raimundo chegou a parar o carro ao lado do veículo do homem e efetuou um disparo, mas ele não foi atingido. Na sequência, a vítima foi até a delegacia e registrou um boletim de ocorrência, alegando que já havia sido seguida outras vezes pelo mesmo veículo, mas não conhecia o condutor.


Josenilda tinha medida protetiva contra Raimundo, pois já havia sofrido agressões por parte dele





Segundo a polícia, depois disso, Raimundo seguiu para o local onde a ex-mulher dele estava, tentou agarrá-la pelo pescoço e atirou três vezes. Josenilda Bispo de Oliveira, de 34 anos, que era natural de Gavião, cidade do Território Bacia do Jacuípe, foi atingida no rosto e no peito.

Câmeras de segurança registraram o momento em que a vítima caminhada pela calçada. Um carro prata para ao seu lado e um homem desce dele e começa a discutir com a mulher. Logo depois o acusado agarra Josenilda pelo pescoço, a pressiona contra um muro e faz os disparos e foge em seguida. Uma equipe médica tentou reanimar a vítima, mas ela morreu no local. O carro em que o acusado fugiu foi encontrado abandonado próximo ao local do crime.

Suspeito teria ficado indignado com a separação e chegou a perseguir homem que acreditava ser o atual namorado da vítima

Raimundo Lázaro foi abordado por uma equipe da Polícia Militar enquanto empurrava uma motocicleta desligada, que era da vítima. Após a abordagem, o suspeito confessou o crime e contou que a intenção era fugir para a Bahia. Com ele, os policiais encontraram R$ 1.016, que seriam usados para pagar os custos da viagem. O homem ainda contou à polícia que jogou a arma usada no crime dentro de um rio, mas mostrou fotos do objeto pelo celular.

Segundo a polícia, Josenilda tinha medida protetiva contra Raimundo, pois já havia sofrido agressões. Uma prima da mulher morta contou que, na última briga entre os dois, o homem ameaçou a vítima com uma faca. Em seguida, foi preso em flagrante e ela pediu uma medida protetiva de urgência contra ele. Após este episódio, o ex-marido ainda agrediu a mulher em um shopping. 

Josenilda foi baleada enquanto estava a caminho do trabalho

"Ficava rodando a casa que ela morava, estava seguindo ela até conseguir fazer o que ele ameaçou. Ele tinha ameaçado há mais ou menos 55 dias, alegando que iria matá-la com um tiro no rosto", conta. Ela também disse que a vítima era uma boa mãe, esposa e profissional, e que o homem não aceitava o término do relacionamento. 

"A dor que estamos sentindo agora nesse momento vamos levar ao longo da vida, por termos perdido ela dessa forma violenta, uma mulher exemplar, cuidadosa, carinhosa, amiga e muito extrovertida. Ela não tinha inimizade com ninguém, todos gostavam dela, exceto ele para ter cometido esse ato", afirmou.

Josenilda e Raimundo tiveram um relacionamento de 15 anos e dois filhos. O Tribunal de Justiça de São Paulo informou que a prisão em flagrante do suspeito foi convertida em preventiva. O homicida é natural de Nova Fátima, também na Bacia do Jacuípe.

Postar um comentário

0 Comentários