Presidente Lula vai acabar com saque-aniversário do FGTS, diz novo ministro do Trabalho

  Fundo deve ser garantia para o trabalhador quando estiver desempregado.

Luiz Marinho e Lula - Foto: Google/Imagens

O saque-aniversário do FGTS pode ser suspenso pelo governo federal. A informação é do ministro do Trabalho, Luiz Marinho, que tomou posse na última terça-feira (3).

A modalidade do saque-aniversário permite que o cidadão faça saques anuais do Fundo, no mês de aniversário. 28,6 milhões de trabalhadores já aderiram à modalidade, segundo dados de dezembro. Este contingente saca, em média, R$ 12 bilhões por ano — desde que foi criado, o saque-aniversário retirou quase R$ 34 bilhões do Fundo.

Em entrevista ao jornal O Globo, o ministro explicou que o FGTS deve ser uma garantia ao trabalhador no momento do desemprego. "Quando se estimula, como esse irresponsável e criminoso desse governo que terminou, sacar em todos os aniversários, quando o cidadão precisar dele (do FGTS), não tem. Como tem acontecido reclamação de trabalhadores demitidos que vão lá e não têm nada", afirma.

O novo ministro também garantiu que haverá uma reforma trabalhista. "O que vai acontecer é a construção gradativa de uma nova legislação do trabalho para valorizar a negociação coletiva e fortalecer os salários", disse.

Postar um comentário

0 Comentários